Médica denuncia péssimas condições da PI-459 que interliga a BR-407 a Queimada Nova

Moradores de Queimada Nova do Piauí e região, tem reclamado constantemente da PI-459 que interliga o município a BR-407 em Acauã-PI e também do trecho que liga Queimada Nova a cidade de Lagoa do Barro do Piauí, onde as estradas estão com várias crateras, rachaduras e buracos que dificultam o deslocamento de uma cidade para outra.


As cobranças dos moradores estão sendo direcionadas ao Governador do Estado do Piauí Welington Dias (PT), que de acordo com queimadanovenses, o governador nunca visitou o município para ver a real situação dessas rodovias estaduais da região.


Em um desabafo na rede social a médica Maysa Fonseca que atua em Queimada Nova fala que vários doentes necessitam ser transferidos para a cidade de Paulistana, pois em um momento de urgência e emergência o trajeto se torna inviável porque contém muitos buracos e acabam arriscando suas vidas e as dos doentes que precisam de tratamento em municípios vizinhos.

Maysa Fonseca afirma que todos os dias os moradores arriscam suas vidas na estrada que é uma vergonha para o Estado do Piauí. “A situação dessa ponte com buracos, a estrada, que já não é muito larga, está repleta de buracos”, detalha a profissional de saúde de Queimada Nova.


“Está caótica a situação da rodovia aqui, são muitos os buracos que tomam quase toda a via. Temos que desviar deles e invadir a faixa contrária, alguns são próximos a curvas perigosas e o perigo são os acidentes. Ainda tem os estragos no carro que são causados pelas péssimas condições da via”, relata a médica.

A população faz um apelo ao governador para que tenha mais atenção e compromisso com as estradas que se encontram em total decadência e perigosas com quantidade buracos existentes nela. Vale ressaltar, que o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) realiza uma operação tapa-buraco na rodovia. No entanto, o trabalho é muito lento, haja vista, que há uma grande quantidade de buracos. 

Fonte: Cidades em Foco

Postar um comentário

0 Comentários