Padre Carlos Danilo relata o cotidiano e a tensão na Itália por causa do Coronavírus - Portal Diário do Itaim | Notícias de Paulistana, Acauã, Dormentes, Jacobina e região

Últimas

sábado, 21 de março de 2020

Padre Carlos Danilo relata o cotidiano e a tensão na Itália por causa do Coronavírus

O Padre Carlos Danilo de Araújo Santos, natural de Picos-PI, que está estudando no Colégio Pio Brasileiro em Roma na Itália, conversou com o Portal Diário do Itaim e relatou um pouco da tensão provocada pelo Coronavírus no país que mais sofre com a doença no mundo.

Ele iniciou a conversa falando que, nos primeiros casos do Covid-19 na Itália, todos pensavam que era algo passageiro, que rapidamente desenvolveriam a vacina e que logo todos estariam imunizados.

"A verdade é que nós nunca demos a real importância para isso e continuamos a vida. Hoje estamos literalmente vivenciando uma quaresma e uma quarentena. Estamos só em casa, a vida mudou durante esses dias", pontuou Padre Danilo.

O dia a dia em Roma

Segundo o sacerdote picoense, Roma parou. Os padres estudantes não vão mais as universidades e, para manter um pouco da rotina, são lecionadas algumas aulas à distância. Com o tempo em casa proporcionado pela quarentena, o mesmo procura manter as leituras e os trabalhos em dia.

Na avenida em frente ao local onde reside, poucos carros passam e muitos são os barulhos de sirenes de ambulâncias. Padre Danilo relata estar vivenciando uma experiencia única em sua vida: "Uma guerra com um inimigo que, não só tem o seu poder, mas que também é invisível".

Alerta o tempo todo

Todos os padres que residem no Colégio Pio Brasileiro estão em alerta o tempo todo, buscando seguir todas as regras de higiene propostas pelas autoridades de saúde na Itália. Foram adotadas novas medidas de convivência, maior distanciamento entre pessoas no refeitório e maior número de Missas comunitárias naquele local.

Não é possível sair com facilidade para as ruas, que são monitoradas com grande rigor pelo exército e pela polícia. Não há cabeleireiro trabalhando. Roma está parada, a Itália está parada.
Redescoberta de valores

O Padre Carlos Danilo citou uma temática marcante, do ponto de vista social, humano e espiritual. As famílias já não tinham mais a oportunidade de estar em casa reunida, não havia mais diálogo presencial de pais com seus filhos, pois todos só tinham tempo para o dinheiro, para o trabalho.

Agora, as pessoas estão observando que tudo aquilo que juntaram está ameaçado e de nada valem diante do Coronavírus.

O Covid-19 mostra a fragilidade da vida humana, um verdadeiro tapa na sociedade, no mundo inteiro, mostrando as nações que não adianta separação, desunião, muros, segregação de pessoas, divisão de fronteiras, pois somos todos irmãos, precisamos dar as mãos.

Sofrimento e dor dominam a Itália

Até o início da tarde deste sábado (21/03/2020), a Itália registrou 4.825 mortes e 53.578 casos de Covid-19. O sacerdote relatou que o país vive um colapso e a tristeza e o medo tomam conta dos italianos. 

Porém, mesmo diante da dificuldade, observa-se a solidariedade entre as pessoas. A fé e a união estão fazendo a diferença. Outros países, a exemplo de Cuba e China, enviaram ajudas ao governo da Itália.

Outro ponto citado pelo Padre Carlos Danilo foi o sentimento de dor das famílias por não poderem velar e sepultar os corpos de seus entes queridos, devido ao alto risco de contaminação do Coronavírus. Cenas estão chocando o mundo, tais como as dos vários caixões transportados pelos caminhões do exército para outras cidades, por falta de vagas para cremação.
Orientação para o povo de Paulistana, Picos e região

Padre Carlos Danilo fez um apelo aos brasileiros e, em especial, aos moradores das regiões de Paulistana e Picos: "fiquem em casa, não saiam, o contágio é muito rápido. Não há estrutura suficiente para essa pandemia, haverá um colapso".

O sacerdote ainda reforçou o recado para que todos sigam as orientações das autoridades de saúde e lembrou que as pessoas, mesmo sem apresentarem sintomas, também transmitem o Covid-19.

Escute abaixo todo o relato do Padre Carlos Danilo ao Portal Diário do Itaim:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial