Durante entrevista, Dr. Willam faz alerta sobre o Coronavírus para a população de Paulistana e região - Portal Diário do Itaim | Notícias de Paulistana, Acauã, Dormentes, Jacobina e região

Últimas

sexta-feira, 20 de março de 2020

Durante entrevista, Dr. Willam faz alerta sobre o Coronavírus para a população de Paulistana e região

Dr. Willian faz alerta sobre o Coronavírus para a população de Paulistana e região
Nesta sexta-feira (20/03/2020), durante uma entrevista ao locutor Cleodon Alburquerque na Rádio Ingazeira, o médico Dr. Willam Kermeson Andrade Gomes de Freitas fez um alerta para a população de Paulistana e região sobre a gravidade do Coronavírus (Covid-19).

Dr. William enfatizou que alguns estados do Brasil já estão registrando contaminação comunitária, ou seja, de forma local, sem que as pessoas tenham se deslocado para outras localidades infectadas. 

"Se você tocar num objeto, numa maçaneta de uma porta, num birô, num telefone, qualquer objeto, esse vírus pode contaminar. Por isso devemos ficar em alerta e tomar os devidos cuidados", relatou.

médico também comentou sobre o intenso deslocamento populacional: "Nossa maiores preocupações são com as migrações que estão acontecendo, muitas pessoas estão vindo de São Paulo com medo da doença. A recomendação é que, ao chegarem em nossa região, fiquem em casa. Ao sentir qualquer sintoma respiratório (tosse, falta de ar, corisa, febre, dor no corpo) essas pessoas devem procurar atendimento em unidades de saúde."

Unidades de Saúde realizarão plantões de atendimento em Paulistana

No bate-papo transmitido ao vivo, Dr. Willam também informou que haverá tres pontos de atendimento e orientação para a população na cidade de Paulistana, nos turnos da manhã, tarde e noite: UBS do Bairro Triângulo, UBS do Bairro Arapiraca e no prédio da Secretaria Municipal de Educação no Centro.

Prevenção é o melhor caminho

As principais recomendações para evitar o contágio do Coronavírus são lavar as mãos com água e sabão ou utilizar álcool em gel, evitar aglomerações, manter os ambientes bem ventilados, não compartilhar objetos pessoais e, principalmente, ficar em casa.

"Ficar em casa não é reunir os amigos, os familiares, não é fazer festa dentro de casa. Ficar em casa significa reclusão social e evitar o máxim contato com pessoas", alertou Dr. Willam.

Confira abaixo um trecho da entrevista:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial