Ex-prefeito Didiu e empresários são alvos de operação policial em Paulistana

Os policiais da Delegacia de Combate à Corrupção (Deccor) da Polícia Civil do Piauí bateram cedo à porta do ex-prefeito do município de Paulistana, Gilberto José de Melo, mais conhecido como Didiu, onde foi cumprindo um mandado de busca e apreensão dentro da Operação Liderança, deflagrada nas primeiras horas da manhã desta quinta-feira (04), que apura crimes de associação criminosa, peculato, fraude à licitação com a participação de agentes públicos e da empresa Líder Transportes e Serviços, com sede no município.


Além do mandado de busca e apreensão cumprido na residência do ex-prefeito Didiu, outros agentes públicos também foram alvos como a atual secretária de Educação de Paulistana, o chefe de licitação do município, o ex-controlador do município e ainda os representantes legais da Líder Transportes e Serviços, os empresários João Lelis de Morais e Cate Suziana Melo de Moraes. Os policiais foram ainda até a sede da Secretaria da Educação e também na sede Prefeitura de Paulistana.

A investigação conseguiu levantar que a Líder Transportes e Serviços, criada no ano de 2013, realizou contratos com o município para disponibilizar alugueis de veículos para a Secretaria de Educação e demais órgãos, tendo apenas três automóveis em nome da empresa e mesmo sem capacidade operacional, as licitações eram direcionadas para que a Líder Transportes e Serviços ganhasse os procedimentos, subcontratando o serviço de forma indiscriminada.


Em função disso, a Delegacia de Combate à Corrupção (DECCOR), responsável pelas investigações, juntamente com o Tribunal de Constas do Estado do Piauí, requereu à Justiça a indisponibilidade dos bens sequestro patrimonial e a indisponibilidade de mais R$ 15 milhões da Líder Transportes e Serviços dos empresários João Lelis De Morais e Cate Suziana Melo de Moraes, pedido que foram acatados pelo Juízo de Paulistana.

Fonte: GP1

Postar um comentário

0 Comentários